Por que o café da manhã é a refeição mais importante do dia?

O café da manhã é a primeira refeição do dia, realizada logo depois de um jejum prolongado que ocorre durante a noite, o qual geralmente dura entre 8 e 10 horas.
Existem muitos motivos pelos quais devemos insistir sobre a importância de fazer esta refeição e de não pular o café da manhã por falta de tempo ou por hábito.

Motivos pelos quais o café da manhã é a refeição mais importante do dia

Fornece a glicose e a energia necessárias para a realização das atividades do dia

Um café da manhã composto por alimentos ricos em carboidratos (pão, biscoitos, flocos de milho, aveia, barras de cereal, etc.) é fundamental para manter os níveis de glicose no sangue equilibrados e repor a reserva de glicogênio nos músculos e no fígado.
A glicose é a principal fonte de energia, pois as células podem metabolizar este açúcar rapidamente e obter energia de maneira quase imediata. O glicogênio é uma reserva glicídica que consiste de inúmeras unidades de glicose reunidas. Sua função é fornecer glicose aos músculos, algo necessário para a realização de suas funções após demandas físicas e também para liberar este açúcar no sangue no período entre as refeições.
A glicose é o principal fornecedor de energia para os neurônios e o único combustível utilizado pelos glóbulos vermelhos do sangue.

café da manhã é a refeição mais importante

Ajuda a manter a massa muscular

Ao acordar, a quantidade de glicose no corpo humano não é suficiente para satisfazer as necessidades energéticas, nem mesmo por 1 hora. Se você não tomar café da manhã logo que levantar, ocorre a liberação de um hormônio chamado cortisol, o qual estimula a degradação dos músculos como uma forma de obter as proteínas que serão utilizadas como combustível energético em virtude da falta de glicose. Isto se traduz em perda de massa muscular, algo que nunca é desejável.

Mantém os níveis de glicemia equilibrados (quantidade de glicose no sangue)

Pular o café da manhã também aumenta o risco de você sofrer uma hipoglicemia (diminuição dos níveis de glicose no sangue a valores abaixo dos normais), condição que se manifesta por meio de tonturas, fraqueza, sudorese, cansaço, desmaios, tremores, dores de cabeça, falta de concentração, visão embaçada, etc. Enfim, nada agradável para começar o dia.

Um café da manhã completo e nutritivo reduz o apetite ao longo do dia e contribui para a manutenção de um peso saudável

Como explicamos anteriormente, ao acordar, não resta praticamente nada de glicose que possa ser utilizada como fonte de energia pelas células do corpo. Isto provoca uma fome celular e desencadeia uma sensação muito intensa de apetite, o que leva ao consumo de petiscos e outros alimentos pouco saudáveis ao longo do dia.
Além disso, foram realizados alguns estudos que compararam, em um mesmo período de tempo, a perda de peso entre pessoas que tomam café da manhã diariamente com outras que não têm este hábito. Os resultados mostraram que, embora tivessem consumido a mesma quantidade de calorias por dia, os indivíduos que tomaram café da manhã perderam mais que o dobro de peso em comparação com o grupo que pulou a refeição.
Tomar um café da manhã composto por alimentos ricos em carboidratos e fibras (flocos de milho integrais, granola ou muesli, aveia, pães integrais, biscoitos integrais, biscoitos doces com aveia), proteínas de boa qualidade (clara de ovo, laticínios desnatados, presunto cozido, peito de peru), frutas frescas, sementes e frutas secas ajuda a aumentar a sensação de saciedade ao fazer dieta.
As fibras e as proteínas são os nutrientes que mais promovem a saciedade e retardam o surgimento da sensação de apetite. Dessa forma, é possível fazer escolhas alimentares mais conscientes e saudáveis sem sentir tanta fome.

Ajuda no consumo das vitaminas e minerais recomendados e indispensáveis para a saúde

O café da manhã é uma ótima oportunidade para consumir alimentos que são fontes de:
– Cálcio: laticínios (leite, iogurte, queijo), amêndoas, gergelim e figo seco são ingredientes ricos em cálcio, um mineral que mantém ossos e dentes saudáveis.
– Ferro: gema de ovo, frios pobres em gordura, frutas secas (amêndoas, nozes, avelãs), aveia e sementes são boas fontes de ferro e ajudam a evitar a anemia, uma doença que, entre outros sintomas, diminui o rendimento físico e intelectual de crianças e adultos.
– Vitamina C: as frutas, especialmente as cítricas, o morango e o kiwi contêm muita vitamina C, que fortalece o sistema imunológico e age como antioxidante, ou seja, evita doenças cardiovasculares e câncer e retarda o envelhecimento.

Deixe uma resposta