Testosterona: O que é?

A testosterona é um hormônio sexual masculino, o qual é de extrema importância, quer para o desenvolvimento do sistema reprodutivo, quer para o desenvolvimento do sistema sexual. Apesar de ser um hormônio geralmente associados aos homens, as mulheres também produzem esse hormônio, embora em menor quantidade.

Este pertence ao grupo de hormônios denominados andrógenos, também chamados de esteroides ou esteroides anabolizantes. No caso dos homens, a testosterona é produzida nos testículos, essencialmente, e a glândula pituitária e o hipotálamo são os responsáveis por controlar a sua produção.

Entre algumas das funções da testosterona nos homens temos:

  • Desenvolvimento dos órgãos sexuais
  • Aumento do pênis
  • Aumento dos testículos
  • Aprofundamento da voz
  • Crescimento de pelos corporais e faciais
  • Produz esperma
  • Age na produção dos glóbulos vermelhos
  • Age na distribuição de gordura
  • Interfere na massa muscular

No caso das mulheres, a testosterona é produzida pelos ovários e pelas glândulas suprarrenais. No entanto, a produção deste hormônio é entre 1/10 e 1/20 da produção no caso masculino.

funções da testosterona nos homens

Níveis de testosterona

Com o avançar da idade, os níveis de testosterona tendem a diminuir. No entanto, quando falamos em hipogonadismo, quando os níveis de testosterona ficam baixos, ainda não existe uma concordância na opinião médica.

Os níveis de testosterona variam muito, incluindo ao longo do dia. Por exemplo, à noite os níveis de testosterona são bem menores do que os níveis apresentados pela manhã.

Apesar dos níveis exatos para consideração de hipogonadismo ainda não serem unanimemente aceites, alguns sintomas são comuns na presença desse problema:

  • Disfunção erétil
  • Impotência
  • Redução do apetite sexual
  • Aumento do peito
  • Produção de esperma menor
  • Depressão
  • Ansiedade
  • Irritabilidade
  • Dificuldade de concentração
  • Perda de massa muscular
  • Queda de cabelo
  • Testículos amolecidos e encobertos
  • Ossos frágeis, mais propensos a fratura

Enquanto níveis baixos de testosterona afetam muito os homens, no caso de produção elevada desse hormônio causa problemas às mulheres. Aqui, elas apresentam quadros de:

  • Ciclos menstruais irregulares
  • Síndrome do Ovário Policístico
  • Infertilidade
  • Aumento de produção de pelos corporais e faciais
  • Aprofundamento da voz (fica mais grave)
  • Acne

Terapia da Testosterona

A terapia da testosterona tem como objetivo o tratamento dos níveis baixos do hormônio. Nesse caso, o paciente toma o hormônio em versão artificial:

  • Gel
  • Adesivo
  • Injeções
  • Comprimidos
  • Implantes

Se optar pelo gel, deverá tomar especial cuidado quando lavar as mãos, assim como lavar as áreas onde aplicou o gel.

No caso de homens com uma idade mais avançada, a terapia da testosterona demonstrou um aumento do desejo sexual e da força.

Além disso, a terapia de testosterona já demonstrou ser eficaz para tratar anemia em pacientes do sexo masculino com uma idade mais avançada, e aumenta a densidade óssea.

Apesar dessas vantagens, a terapia da testosterona tem alguns efeitos secundários, e alguns se tornam de longo prazo.

  • Diminui a produção de espermatozoides
  • Aumento do risco de problemas cardíacos em homens mais velhos que apresentem uma baixa mobilidade
  • Aumenta o volume da placa da artéria coronária
  • Possível aumento do risco de AVC e ataque cardíaco

No caso de apresentar alguns dos sintomas abaixo, procure um médico imediatamente:

  • Falta de ar
  • Dor no peito
  • Fraqueza no corpo, ou em uma parte
  • Arrastamento na fala

Deixe uma resposta